domingo, 20 de março de 2011

Criações Publicitárias: Chapéuzinho Vermelho e o Lobo-Mau

Chapeuzinho vermelho acaba de despedir-se de sua mãe, que pede que ela tome muito cuidado na perigosa estrada até à casa da vovó.

- Pode deixar mamãe, já sou uma mocinha crescida! – diz ela pegando uma cestinha e correndo pelos bosques.

Depois um tempo caminhando ela decide pegar um atalho, mas é surpreendida por um malvado lobo-mau.

- Há-Há. – diz ele. – Te peguei! – continua. – Você não tem jeito, menina preguiçosa! Há cinquenta anos insiste em pegar o mesmo atalho!

- Oh não! Lobo-mau?! – diz deixando que a cestinha caísse ao chão.

- Sou eu! Há-Há! Não como nada há dias, e vou jantá-la aqui mesmo, agora! – diz aproximando-se dela.

- Opa! Espera aí! – diz chapeuzinho levando sua mão à frente. – Como é que é?! Não come há dias? Vai me jantar? Com quem pensa que você está falando?!

- O que? – pergunta o lobo-mau assustado.

- Isso não modos de se tratar uma donzela?! Você não tem educação mesmo, não é, Lobo-mau?! Quer saber de uma coisa? Eu não agüento mais! Sempre a mesma conversa, sempre as mesmas ameaças, você não cresce?!

- Me desculpe… – diz acuado.

Chapeuzinho então se aproxima do lobo-mau e com uma expressão séria diz: – Me desculpe? Isso é tudo que você tem a dizer? E a propósito, você ta dizendo aí que me ia “jantar”, não é? Por um acaso você sabe que eu sou menor de idade? Por um acaso você sabe que isso é crime? E POR UM ACASO VOCÊ TROUXE CAMISINHA?!

- Não, Não… Eu não uso! – diz dando alguns passos para trás.

- Não usa, não é? Convenhamos Lobo-mau, a única coisa de mau que você tem é ser mal informado, mal-educado e mal resolvido! Agora, me dá licença que eu tenho mais o que fazer! – diz pegando sua cestinha do chão e empurrando o lobo-mau para o lado.

Então entra um locutor ao fundo: Não caia em um conto de fadas. Use Camisinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário